domingo, maio 30

Quero Ser Uma Estrela


No ano passado o Zé Maia me surpreendeu - quase no fim dum expediente - com um aviso meio maluco: iríamos ser figurantes de um filme português. Na verdade, outro amigo nosso, o Miguel, foi quem nos colocou nessa roubada. E pra não deixar nosso brother na mão, fomos todos na mesma hora para o local da gravação (Lenin e China também foram, além do Maia, o próprio Miguel e eu). Uma aventura e tanto! A cena em que nós participamos rolava em um bar de putas. Sim, daqueles bares onde você segura a cerveja com uma mão e o bumbum da puta com a outra.



O nome do filme é “Quem quer ser uma estrela” e conta a história da prostituição infantil por essas bandas aqui na África. Longas horas de gravação e a gente lá. A coisa começou a ficar meio entediante porque a gente não podia beber de verdade e nem segurar os bumbuns. O que a gente podia fazer era ficar calado, obedecer o diretor e esperar até que os 3 ou 4 takes ficassem bem gravados. Saco!


No fim das contas, um galhozinho que, segundo as informações iniciais, seria quebrado em no máximo 2 horas, rendeu trabalho até as 6h da manhã do outro dia. Como eu disse, fomos pra lá depois do expediente e havia trabalho no outro dia! Mas ok. Pela aventura e pelas bundas que apesar de não pegarmos, rebolavam o tempo todo na nossa frente, foi legal! Beijão.